Meu irmão é mais velho

Sempre achei que esse dia ia ser fantástico. Na infância, porque eu teria um quarto só pra mim. Poderia ter espaço para os meus brinquedos, espaço pra correr em volta do eixo do meu próprio corpo. Poderia desenhar o meu reinado de fantasias e ícones: dinossauros, pokemons, digimons. Ter espaço pra todo o meu reino animado…

Passaram os anos e você deixou de jogar videogame comigo, de me dar cascudos na orelha e de me dedurar para nossa mãe. Os anos passaram e você se tornou adulto antes de mim. Quando precisei de um irmão, havia silêncio. Quando fui para fase adulta também, você foi um irmão. E por incrível que pareça o silêncio foi essencial para você demonstrar o amor que nos ligava.

Você é maior que eu, mais careca que eu, tem mais barba que eu. Você é feito de silêncios e frases claras e de impacto. Você chora no banheiro, bate na televisão, grita no telefone. Gosta mais do cachorro do que eu. Usa meus tênis, odeia minhas calças. Já rasgou uma calça minha. Pega as minhas bermudas, estraga as minhas blusas de frio. Você tem chulé, come mais que eu, mas prefere tomar água ao invés de refrigerante. Você é mais nerd que eu, lê mais livros que eu, mas gosta mais de televisão do que eu. Você assisti Rebelde e Chaves. Gosta de “Two and a half men” e vê o mesmo jogo de futebol duas vezes. Assisti todos os programas esportivos, mas não dá risada com o Tiago Leifert. Você gosta de sorvete e hoje “vou tomar um sorvete para alegrar o meu dia”.

402 km nos separa a partir de hoje e eu vou dormir na sala porque não quero ficar sozinho no quarto.

Imagem

Anúncios